sexta-feira, 8 de março de 2013

Poema erga omnes


A Lei erga a norma,  

a norma erga o direito,

o direito erga a necessidade

e a necessidade erga omnes...

Ou melhor dizer:

a necessidade erga homens...

 

Aquilo que atinge a todos depende

do alcance da decisão vigente

nas questões de caráter abrangente.

Tudo aquilo que não fica entre a gente        

se espalha, se multiplica, se estende...

tem efeito vinculante que nos prende.

 

Eu nunca fui contra todos,

mas contra mim sei que existem bastantes.

Eu procuro ser o melhor com todos,

mas muitos preferem ser apenas litigantes.

 

A intenção é sempre ir além.

Além da falácia

dos homens.

Além da audácia

dos montes.

Além da eficácia

erga omnes.

 

Além disso...

 

Nada é maior do que os nossos ideais.

O mundo não precisa de erga omnes,

o mundo precisa de erguer os homens

para deixarem de serem tão desiguais.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário