terça-feira, 5 de março de 2013

União dos amados



 Um brilho oculto havia na noite perfeita,
Um íntimo segredo surgia bem lento,
um olhar pra mim não discreto e suculento
para deixar a memória super satisfeita.

Um sonho louco unia a gente sem desfeita,
um beijo te entregava no sopro do vento,
um sorriso meu era prazer no momento
de pensar que só para mim você foi feita.

(…) e hoje, entre a gente, não existe é seu, é meu.
Tudo é nosso, pois somos moldados, soldados
num só corpo em que juntos dizemos não, sim.

Lembro dos tempos bons passados em que deu
nesta contentemente união dos amados
num filme com início, meio, mas sem fim…


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário