sexta-feira, 1 de julho de 2011

Entrevista à rádio e ao Jornal do UniFOA

    "Em comemoração ao ano da França no Brasil, a Universidade Federal Fluminense - UFF promoveu, no fim de 2009, um concurso literário nas categorias conto, crônica e poesia com o tema "Um dia...uma noite...Paris". O aluno do 5º período do curso de Direito, Rafael Clodomiro, foi o vencedor do concurso, na categoria poesia, ao desbancar quase 200 autores com a obra 'Por amo a Paris', criada no formato da Torre Eiffel.

    Rafael, que já ganhou mais de 10 prêmios literários entre concursos municipais e nacionais, conta que a ideia de fazer a poesia no formato da torre surgiu a partir de uma grande pesquisa. 'Como o concurso exigia que o tema fosse Paris, resolvi fazer uma pesquisa detalhada sobre os pontos turísticos, cultura e costumes da cidade. Durante essa busca acabei me deparando com a Torre Eiffel e então pensei em escrever a poesia nesse formato', conta o aluno.

     O escritor lembra que leu o anúncio do prêmio no site da universidade e, como tem costume de participar desse tipo de concurso, resolveu se inscrever. Mas a surpresa, segundo ele, veio no mês de dezembro, quando a UFF enviou um e-mail para os finalistas convidando-os para a cerimônia de premiação, que aconteceu nos dias 17 e 18 de dezembro, no teatro da universidade, em Niterói. Dentre os poucos que receberam o e-mail, estava Rafael, que apesar de ter ficado contente por estar na final, ficou apreensivo por não saber em qual colocação havia terminado. 'A cerimônia de premiação foi muito emocionante porque os trabalhos vencedores foram apresentados em forma de teatro, ou seja, um grupos de alunos utilizaram as poesias como roteiro. A encenação começava com a terceira colocada e terminava com a primeira', recordou Rafael. "Me lembro da emoção que senti quando vi minha poesia ser encenada por último, o que deixava claro que eu era o vencedor", completa.

     Mais do que um texto premiado, o escritor considera 'Por amor a Paris' uma parte de si, devido ao sentimento empregado na criação e a uma característica que ele compartilha com a poesia. 'Assim como eu, a poesia se divide em duas. Posso dizer que esse formato reflete a minha própria vida, que está dividida entre o direito e a literatura', revela."



Entrevista à radio
No dia 23 de março, eu compareci na Rádio UniFOA para uma entrevista com a jornalista Giovana  Damaceno em seu programa Universo Literário.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário